quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Vou dormir...



A noite cai, o dia se vai.
Uma luz apaga, outra luz aquece
Uns sonhos acordam
outros mais adormecem.


Corujas vagam
andorinhas descansam,
morcegos flutuam
gaivotas não cantam.

Ruas vazias
pensamentos em vão
meu corpo jazia
em tempos de verão.

Se tudo ficar escuro
que acendam uma vela
em vermelhos tons
brechas amarelas.

Se as horas circulam
e assim tenho de ir,
boa noite, sonha com os anjos
apaga-se a luz... vou dormir.


[Mário Pires]

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Sensível



O balão é sensível ao fogo,
se o fogo toma-lhe em chamas.
A luz é sensível á escuridão.
quando a energia lhe falta.

O papel é sensível ao mar,
se mergulhado em suas ondas.
A pele é sensível ao aço,
quando o aço perfura-lhe o dedo.

O olhar é sensível ao sol
se diretamente fitá-lo no céu.
Os lábios são sensíveis ao frio
quando o calor do corpo não os aquecem.

O amor é sensível ao ciume
quando o ciume o toma em pensamento.
O carinho é sensível à distância
quando ela se fecha pra você.

O silêncio é sensível ao som,
quando o som o invade avassaladoramente.
A vida é sensível ao tempo,
por que temos um tempo à viver.

E eu, de tantas outras coisas,
sou sensível ao fogo, à escuridão
ao aço, ao sol, ao frio, ao mar;
ao som, ao ciúme, ao silêncio.

Sou sensível à luz,
ao lábios, ao amor, ao tempo,
às injustiças, às malícias da vida,
à distância, à preguiça, ao tormento.

[Mário Pires]

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Quando encontrares o amor



Feche os olhos e sinta-o todo.

Lance ao mundo toda a sua energia
Faça de cada segundo seu instante
transborde em risos, paixão e alegria.

Mergulhe de braços abertos
vá de ponta a cabeça
o amor traz paz e felicidade
do resto: esqueça!

Viva-o com emoção
sorria por tudo que é sincero.
Solte-se de verdade
abrace-o com muito esmero.

Não perca um só momento
de exalar todo o perfume.
Más lembranças? No esquecimento.
Amar? É o lume.

Cante aos passarinhos, assobie às árvores
dance na chuva,
molhe o corpo e a luva
com o amor você faz as pazes.

Sinta-o em ação
e pratique a tal cumplicidade.
Amor que é amor, é ascensão.
Elimina a dor, mas cria a saudade.

E quando encontrares o amor
adoce a boca com o mais puro mel
Pois dos lábios saem teu sabor
que alimenta seu teor, e eleva ao céu.

[Mário Pires]

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Minhas Despedidas



Vim dizer adeus.
Meu tempo está se esgotando
e não posso mais ficar.

Preciso ir andando.

Entenda que tudo foi perfeito
mas um dia tinha de ser assim,
não há força mais em meu peito.
Não sei mais o que resta de mim.

Ouço vozes me chamando
e percebo: eis o momento da minha partida!
Arrumo as malas, despeço-me de todos.
Vou, do destino não se esquiva.

Não tenho medo do que me espera
nem tão pouco do que devo encontrar.
Não me peças pra ser o que eu era
o tempo passa, tudo vai melhorar.

Com um abraço sinto a hora de seguir
Não derrames lágrimas, atrás de lágrimas
Sorrias, pois, bem eu vivi.

Amei, conduzi meus sonhos
até onde pude chegar
Não me arrependo de nada
coloquei tudo no seu devido lugar.

Sei que a saudade será cruel
mais e mais do que se imagina.
Entre escritos, deixo em papel
minhas despedidas, minha obra prima.

Desejo-te o bom dessa vida.
Que a luz da felicidade chegue sem demora
Por ultimo, te aceno um adeus nobre querida.
Pois é chegada a partida,... a minha hora.

[Mário Pires]

Relicário de emoção



Transformar os pensamentos
é tornar-los em sonhos e fantasias.
Se desejas o que vê,
adoras a bela em harmonia.

Se do silencio não sai palavras
em silencio também deves permanecer.
Escute os ventos, o som as águas
sinta a luz do amanhecer.

Tudo o que sentes não é em vão
são exemplos de que podes amar.
Não te jogues em noites sem perdão
Proves do amor de quem pode doar.

Com medo do entardecer
pois no escuro não desejas ir
pra que deixar escurecer
aproveitas: o sol ainda esta aí.

Não há pressa que anime
nem que conduzas à ligeireza.
Passo a passo é passo firme
reza boa, dentro da igreja.

Óh! Senhor que me guias
diz pra mim por onde vou.
Não me contas quais as vias
só me contas quem um dia me amou.

E de tanto implorar Tua voz ouvir
Vou sorrir com mansidão.
Sou criança que vive a gruir,
relicário recheado de emoção.
[Mário Pires]

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Apenas um sonho



Não durmo de tanto sonhar
Se consigo dormir és o sonho.
Que não sei se há de realizar,
ou só irei sonhar, sonhar um sonho.

Se procuro motivos para esquecer
és o esquecimento que não se esquece,
és pecado em sonho sem prece,
és luz sem amanhecer.

Se o melhor sonho for o sonho acordado
Prefeiro sonhar-te a dormir.
Pois sonhando faço-te sorrir,
sem o sonho faço-te fugir.

Deixe ser o que tiver de ser!
Não por falta de amor, eu sei e suponho,
mas por ser, nada mais ser,
lindo, colorido,...

apenas um sonho.

(Mário Pires)

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Brincar com sentimentos



Se um dia tornares especial para alguém
pensas na tamanha importancia que tens
pensas na responsabilidade que vem
e não brinca com seus sentimentos.

Quando te tornas especial
é porque ligações emocionais foram feitas
numa união linda, quase perfeita
e que não brinca com sentimentos.

Em prática são todos uma só peça
uma engrenagem que o tempo atravessa
com paz, carinho, devagarinho, sem pressa
e que nunca brinca com sentimentos.

A alma transborda em alegria
o esprítito chora de felicidade
e juntos usam de tanta criatividade
sem brincar com seus sentimentos.

Longe, é sentir saudade!
perto, é sentir vontade
que não muda mesmo com a idade
e que nunca brinca com sentimentos.

Trazer no regaço é fazer de cada momento
único e perfeito exemplo de desvelo
cintila o tom da pele, faz o apelo
de não brincar com sentimentos.

Recorro à brisa do mar
onde lampejos acontecem ao luar
onde você estiver ou onde pretendes estar
nunca brincar com sentimentos.

Assim, primoroso vislumbrarei
as palhas do coqueiro balançar
e o vento em mim assobiar
por nunca brincar com sentimentos.


[Mário Pires]

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Intensamente e Profundo



Não acredito no fim do mundo
sem palavras poder dizer
as vezes em silêncio esqueço de tudo
me escondo a mercê.

Mas se a mercê estiver escondido
de nada vai adiantar
se ao menos o que sinto
não puder falar

Se não traduzes o pensamento
é por que ele não emite som
não faz mímicas, nem desenhos
manté o silêncio pra que tudo fique bom.

Evitando poder falar assim
Nem anjos, nem feras irão traduzir
por que estão esvaindo, chegando ao fim,
buscando algo pra poder fugir.

Se na fuga a voz calar-se ao cruzar com o tempo
e se perceberes que não perdes o prumo
vai, segue em frente, estás pronto novamente
ainda que te cale intensamente e profundo.
[Mário Pires]

domingo, 29 de agosto de 2010

O céu pra você


A7+ Cm# Bm E7

Decorei o sol
Coloquei estrelas lá no céu
com uma pitada de Dó
no som do vento que balança o véu

Escrevi no universo
lindas canções de amor
Fiz brilhar a lua
reguei a planta, podei a flor

Induzi o mar
a ser maré só pra mim
Refletindo a face de quem deu
adeus pra mim

Eu dei o céu pra você
Paixão tão doce de umbu caja
Com efeitos no amanhecer
sem nada em troca, só pra te amar

Iô, Iô, Iô... yeah!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Sete "Se"



Se houvesse algum lugar
onde algo pudesse esconder
esconderia meu olhar
e meu brilhante brevê

Se do nada a chuva cair
e com lágrimas confudir
vou pedir ao céu pra parar
e o sol poder voltar

Se puder mudar o mundo
vou tentar intensamente
pois não há bem que suporte tudo
e nem há mal 100% consciente.

Se meu corpo em queda livre
ver meu paraquedas não abrir
foi o sonho que tive,
com algo feio e de ruim.

Se as ondas fortes quebraem
minha linda prancha na areia
que do "caldo" sobreviva
pelos braços de uma sereia.

Se na tarde que se finda
mas o sol ainda brilha
entrega-te para sempre,
sem cansar, segue a trilha.

Se entre batalhas
o homem perder sua força
Então não serás mais ferro
talvez, quem sabe, um boneco de louça.


[Mário Pires]

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Todos iguais?

“Todos iguais, todos iguais, mas uns mais iguais que os outros”, assim diz a canção. Mas, será que somos?


Fisicamente falando, somos todos um tanto parecidos. Em sua maioria, o ser humano possui braços, pernas, cérebro e órgãos do corpo. Mas será que todos pensam e sentem da mesma forma?


O rei do reggae, Bob Marley, em sua louca e perfeita poesia escreveu: “Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais”. Isso já nos traz uma prova de que na realidade não somos iguais. Se ele se diz diferente, e que os outros são iguais, acaba existindo uma “contradição” nisso.


Podemos até ser parecidos. Mas literalmente não somos iguais.


Segundo a Bíblia, Deus fez o homem à Sua imagem e semelhança. Entretanto, lhe concedeu o livre arbítrio e com isso permitiu com que ele, o homem, pudesse modificar-se, transmutar-se, e, consequentemente, tornar-se diferente de dEle.


Temos a natural sensação de nos acharmos sempre parecidos com alguém. Seja da família: pai, mãe ou irmãos. Um parente mais próximo ou até mesmo com um amigo, mas nunca somos iguais a eles. Algo de diferente tem, por fora ou por dentro.


Quando nos olhamos ao espelho e a nossa imagem (claro!), refletindo nele, elevamos nossos pensamentos ao nosso ser por completo, será que nos achamos iguais aos outros? Pode até ser que muitas das vezes podemos até ter algum “gênero” parecido, semelhante, próximo de... mas igual... igual mesmo. Ninguém é.


Ah! Detalhe muito importante: cada um tem um coração diferente. E essa "máquina" de musculos e massa sanguínea gera em nós, sensações e sentimentos totalmente diferentes de qualquer ser humano. Mas de certa forma, ainda somos iguais por que todos nós temos sentimentos! Mas eis o "novo" detalhe: são sentimentos diferentes.


Uns amam, outros odeiam, uns gostam, outros também. Uns sentem raiva, outros sentem tédio. Uns falam demais, outros de menos. Uns desejam, outros adoram, outros não estão nem aí. Uns magoam, outros perdoam... e assim são as diferenças.


Mas se “somos todos iguais”: como podemos ter diferenças?


Quem se achar igual, responde aí! Por que eu estou mais pra Bob Marley.


Mário Pires

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Onde meu sonho chegar

C G Am F
O vento corre pela beira do mar
A lua esconde sempre atrás do sol
Eu viajo tão só

No céu estrelas que aprendo a contar
vejo cometas que me fazem voar
Eu viajo tão só

Para qualquer lugar...
onde meu sonho chegar.

Faço desenhos em folha de papel
Pinto de azul o colorido do céu
Eu viajo tão só

Se não há pétalas em lírio, em flor...
Cravos e espinhos também provam do amor
Eu viajo tão só

Para qualquer lugar...
onde meu sonho chegar.
No meu caderno escrevi pra você
Coisas malucas que não dá pra entender
Eu viajo tão só

Quem sabe um dia eu possa até decolar
e no espaço ser feliz e tocar
Eu viajo tão só

Para qualquer lugar...
onde meu sonho chegar.

[Mário Pires]

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pérola perdida



Trovem os céus
Cantem aos mares
o âmago das interpelações

Se meu canto é um pranto
de pérola perdida
só restaram os pilares
entre o verde e o azul da avenida

É da concha que tens o valor.
Se te roubas o belo prometido
fariseus idiotas... contam lorotas
enganam teu sonho maldito.

Da mísera afeição
infalível a entrega do cálice vinhedo
Na foice ou no facão
a dor que parte, causa despreso.

Fita o horizonte...
anda, corre... pára... grita.
Sofreguidão aos montes
controlando o modo de vida.

[Mário Pires]

domingo, 11 de julho de 2010

Sentinelas (Música)


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

">Sentinelas (Mário Pires)

C G Am F

Noites frias são perdidas
eu me tranco no quarto
sem poder sair

Mil canções tão dividas
sentinelas acesas
vagam por ai

Com capacetes, blindados
armados até os dentes
e você isolado se torna
vitma fácil

Fuja que a fuga
é a unica solução
corra! não olhes
pro passado

Siga em frente
não ande na contra mão
pra sentinelas
você é o alvo.

Am G

Ela se esconde
em cantos frios
olhe por onde você
pretende andar

A sua arma
seu desafio
a sentilena
vai te procurar

[Mário Pires]

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Meu mar...

Resolvi postar como eu sinto... Espero que gostem. Abraços!

Meu mar



Mesmo distante do oceano
minh'alma adere ao balançar das ondas
indo suavemente no vai e vem das espumas
azul celeste, longe do agreste,...
areia o rodeia, em forma de dunas.

Ao admirar sua beleza
de vasta e indescritível imensidão
declaro aos ventos que tu sopras
formo palavras entre portas,
torno-as em uma linda canção.

Teu sal arde em minha boca
e em meu corpo sinto a tua temperatura
lanço braços e braços de um lado a outro
fazendo parte de ti pouco a pouco
numa simples e eterna mistura.

A paz que tu me passas
é como se anjos me carreguem aos céus
sonho com vôos sem ter asas
vulcão te fere quando solta lavas
meu corpo tuna nas águas ao léu.

Me abraça, oh! mar de luz
sem trapaças que a vida conduz
pois sou gota em pingo d'água
árvore que machado ainda resvala
pequeno, carregando sua cruz.


[Mário Pires]

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Se fecho meus olhos por um minuto



Se fecho meus olhos por um minuto
sinto o cheiro das rosas, das flores, do jardim.
flutuo ao mundo onde por instantes
teria-o inteiro, quem sabe, verdadeiro só pra mim.

Se fecho meus olhos por um minuto
vejo filmes em tarde de inverno
vivo sonhos de férias no verão
e acordo nos momentos que menos espero.

Se fecho meus olhos por um minuto
Trago-te em pleno vôo
no clamor das palavras que sôo
nos ares onde suspiram os ventos

Se fecho meus olhos por um minuto
Digo aos rios e aos mares
céus e terra, montanhas e estrelas
que cresce a flor que em mim plantastes.

Se fecho meus olhos por um minuto
imaginando um belo sorriso
ainda que seja feliz e engraçado
sinto que o palhaço não é o mesmo

Se fecho meus olhos por um minuto
vejo que as mãos que formavam um lindo desenho
vão se perdendo em consequencia do destino
abrindo-lhe os olhos, trazendo o velho menino
às paredes do velho engenho.

[Mário Pires]

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Canceriano...



Sou canceriano arretado
gosto de tudo certo, ajeitado
não me ligo se tu tem emprego,
ou tá desempregado.

O que importa é que seja meu amigo
que tenha em mim muito prestígio.
e não precisa de dinheiro
pra ser brother, amigo ou "parceiro".

Sou canceriano menino
sonhando em ser quando crescer,
sempre juntando força e coragem pra vencer,
atrás de tudo e do nada que dá pra ter.

Que joga gude na areia
que solta fogos no São João
que faz caretas no espelho
e sorri sozinho feito um bobão.

Sou um canceriano sorridente
franzindo os olhos e mostrando os dentes
de alegria e felicidade
em qualquer lugar da cidade.

Que vê na vida uma oportunidade
de ser "meio" sincero ou 100% verdade
onde há duvidas do que eu penso
mas se a lágrima cai eu uso lenço.

Sou canceriano atencioso
por que todo mundo merece um pouco
de atenção, papo e carinho
pra que tudo fiquei certinho

e nada fique vazio
sem coração preso ou vadio
em esquinas, becos ou vielas
sem anúncio em páginas amarelas.

E como todo canceriano
Sou "apegado" a lua e ao mar
curto bastante ver o tempo passar
ou esperar em versos ele chegar

E do que jeito que ele vier
cambaleando ou suave que nem maré
vou escrevendo os caminhos das andorinhas
em linhas inversas ou inversas linhas

Só pra fazer você entender
que se no mundo estiver
um canceriano pode ser
não como você deseja,

entre luta, labuta ou peleja
nem que seja tomando chá de carqueja
mas um canceriano só pode ser...
do jeito que ele quiser.


[Mário Pires]

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Vinte e Nove


Se você fosse contar quantas estações do ano já passou em sua vida, poderias relembrar de tudo que fizestes, em todas elas? Provavelmente não. É bem provável também que você não tenha percebido que ora vive uma estação que lhe proporciona sensações diferentes de todos os dias. Afinal, não ages igualmente em todos eles.

A passagem das estações nos traz à tona que o tempo vai expirando cada vez mais na nossa ampulheta existencial, pois somos parte do mundo, parte da terra, parte do mar, do céu e do ar, de tudo que vive, de tudo que respira... de tudo que se sente.

Pare um momento. Pode ser agora mesmo. Pense no que fez ontem, na semana passada, no mês anterior ou no ano que se passou e que você comemorou a chegada do novo, com brindes, promessas, sonhos, desejos e objetivos. Extraia do seu interior as verdades de hoje, do que realmente fez, do que pretendes ainda fazer.

Desde o dia que chegamos a este mundo, no qual compramos somente um bilhete para vir, sem saber quando e a hora de voltar, vamos celebrando a cada ano uma nova vida, um novo momento, uma nova fase, um novo jeito de viver.

Vamos encontrando ou reencontrando familiares, pessoas que se tornam importantes e necessárias para o nosso crescimento físico, amadurecimento pessoal e desenvolvimento crítico/sensorial.

Nessa viagem, vamos conquistando amigos. Perdendo alguns deles também. Seja para Deus, ou para a distância. Mas nunca os esquecemos. Por que fazem ou fizeram são parte do nosso dia a dia, dos nossos ensinamentos, de nossa felicidade, de nossa cumplicidade.

Trocando experiências que nos permitem construir um conceito do que é vida, vamos nos identificando com coisas diversas, como por exemplo objetos pessoais, músicas, versões astrológicas, pessoas que do nada chegam em sua vida, mas também não é por nada elas permanecem. Nos identificamos com números - afinal quem não tem um número da sorte?

Para os numerólogos, os números obviamente, têm grande influência nas nossas vidas. Podem trazer paz, alegria, felicidade, azar, sorte, prazer, sucesso, dinheiro, amor, paixão, etc... etc... Então pense no seu número da sorte, mentalize com intensidade e deseje que ele lhe traga positividade no dia de hoje e no de amanhã também.

Pois bem, enquanto você lê e eu escrevia, eu também pensava nos algarismos que emocionalmente me provocam boas sensações. Sabe aquele número que você sempre marca num jogo, que vem logo a sua mente, que você se apega, que de alguma forma você sente que tem alguma ligação importante, era justamente nesse número que eu pensava.

Não vou fazer segredo, vinte e nove é um número especial pra mim. Mas tantas coisas importantes marcaram ou aconteceram num dia vinte e nove. Por exemplo: Renato Russo compôs a canção “vinte e nove”, o Apartheid começou a mudar a África no dia vinte e nove, o Brasil venceu a primeira copa do mundo em 1958 no dia vinte e nove, Michael Jackson - Rei do pop e o pintor brasileiro, Candido Portinari, nasceram num dia vinte e nove...

Nesta data, vinte e nove de junho de 2010, dentre tantos fatos convenientes a destacar aqui, queria agradecer a Deus por ter me permitido, há alguns anos, o bilhete pra vir ao mundo, conhecer e conviver com pessoas maravilhosas que contribuíram e contribuem com grande importância na minha vida.

Só peço que o bilhete de volta, demore bastante pra chegar.


Luzimário Pires de Jesus, desde vinte e nove de junho de 1976.


Minha mãe, Helena Maria Pires e meu pai Luiz Antônio de Sousa de Jesus.



sábado, 26 de junho de 2010

Oh jah!


Nova Canção... espero que gostem...


Oh Jah!

A7+ Bm
Amanhece o dia,
e eu vou olhar
ver você nascer

linda estrela,
flor mais bela
vou guardar
o que fez viver

Cm# Bm
minha vida foi inteira emoção
se desisto do caminho é pra deixar
que o outono, primavera ou verão
traga novas, lindas rosas ao seu quintal

O desfecho da cigarra no jardim
faz do inverno, um mistério, um temporal
quem me dera ser um nobre benjamim
o mais novo, predileto do seu olhar

A7+ Bm
O Jah! O Jah!
Não era pra ser assim
O Jah! O Jah!
Maktube, está escrito, não só pra mim.

[Mário Pires]

Para ouvir click aqui: http://recantodasletras.uol.com.br/audios/cancoes/32099

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Tentar te esquecer

Essa canção é pra ser um reggae romântico.



E CM# A B7+
Aaaaaaaaa....
minha vida inteira foi.... te procurar
e do nada, numa longa estrada conhecer
Cm#
vindo dar na vida outro sentido pra mim

A Fm#
Mas não deu pra resistir
Cm#
e por encanto...
Fm#
sobre o manto aconteceu
A B7+
ai ai ai ai...


E CM# A B7+

Aaaaaaaaaaaaaaa
que me dera entre as nuvens
fosse padecer
minha vida de loucuras
Cm#
só pra te encontrar

A
E se acaso você fugir
no meu pensamento não quiser ficar
A B7+
ai ai ai ai


E CM# A B7+
Eu vou tentar te esquecer
A noite inteira até o sol raiar
pra não lembrar de você
meu coração aqueta,
e pode até suportar

Quem disse que devo perder
os lindos sonhos que me fez voar
nas noites, a sós com você
se é flor, pecado, é forma doce
doce de amar

[Mário Pires]

Que ouvir? Click: http://recantodasletras.uol.com.br/audios/cancoes/31691

sábado, 5 de junho de 2010

Diferentes umas das outras...



A rosa tem muitas pétalas.
E todas elas, apesar de terem
o mesmo cheiro e a mesma tonalidade,
são diferentes umas das outras.

Assim são as pessoas.

[Mário Pires]

A estação do tempo



Disseste-me que o dia seria perdido
Que as vagens cairiam em vão
ouviria-se o som do tocar do grilo
canções noturnas em solidão.

Mas quem comanda o dia não é o sol?
que com a luz arremata todo o tempo
se na noite não há notas em dó
toque-me ao menos em teu pensamento.

Se Mnha'lma foste até a lua
e lá acendesse uma vela colorida
iluminaria completamente a rua
tons de amor, felicidade e vida.

Mas se a dor cavar em teu peito
um buraco de imensa fundura
não lamentas e esperas em teu seio
pelo amor que te traz a cura.

E vejas como o tempo é ávido
e transforma-te numa flor amarela
presa ao caule resistente e pálido
vivendo em ventos de quimera.

Óh branda luz que vem da noite
rogo-te o perdão e iluminas meu dia
não me deixas nesta escuridão, no açoite
sou cavaleiro forte, onde a coragem jazia.

Não permitas que frágil seja a súplica
deste ser que acompanha os céus
dias, noites, galáxias dúbias
chamas eloquentes, verdadeiro fogarel.

Eis que chegada a hora da partida
minha intenção é que nada esteja impune
digo-te: em minhas mãos está a vida
em teu corpo está o perfume.

Se minha escrita não for suficiente
cantarei às aves, as belas andorinhas
para que façam do ar um recipiente
antes que outono transforme numa erva daninha.

[Mário Pires]

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Um lar pra você



A7+ BM

Tijolos, nem telhas
não faz só meu mundo
não perco um segundo
se vivo a sonhar

Num canto jeitoso
na Luz, no escuro
me vejo no mundo,
na rede acordar

Cm#
Em qualquer lugar
Bm
pode ser pra valer
A7+
estando ao teu lado
Bm
ao entardecer...

Cm#
Nossa intimidade
Bm
prometo vai ter
A7+
lençóis decorados
Bm E
com rosas enchanté

A7+ BM
Sobre a serra do mar
eu vou levantar um
lar pra você


Sobre a serra do mar
eu vou lá plantar
meu amor por você.


A7+ BM
Tijolos, nem telhas
não faz só meu mundo
não perco um segundo
se vivo a sonhar

Num canto jeitoso
na Luz, no escuro
me vejo no mundo,
na rede acordar

Cm#
Não dá pra sonhar
BM
se não for com você
A7+
construindo familia
BM E
ser feliz pra valer


Cm#
Entre o céu e as nuvens
BM
não posso perder
A7+
um eclipse lunático
BM E
pra lembrar de você.

A7+ BM
Sobre a serra do mar
eu vou levantar
um lar pra você

Sobre a serra do mar

eu vou lá plantar

meu amor por você.

[Mário Pires]

terça-feira, 25 de maio de 2010

Faz parte da amizade...



Confidenciar... isso é princípio de amizade
Rir... gargalhadas com amigos são ótimas.
Sentar a beira mar... ver o pôr do sol
e contemplar o quanto a vida pode ser feliz.
Viajar... conhecer juntos o que de
mais belo temos ao nosso redor.
Dividir... mesmo que o que for dividido
não lhe pertença.
Sonhar... o meu e o seu sonho, torna-se nosso.
Corrigir... somos amigos e queremos
o melhor um do outro.
Brigar... verdadeiros amigos brigam.
Chorar... mesmo que as lágrimas
não tenham nada haver com você.
Corrigir... somos amigos e queremos
o melhor um do outro.
Perdoar... mesmo que, quem perdoe, não seja perdoado.
Ter Paz.. você sabe muito bem como vivemos.
Lamentar... a amizade é fruto de insistências.
Cobrar... quem disse que amigo não cobra?
Escolher... nós escolhemos, e isso faz a amizade.
Amar... afinal amigos se amam.
Torcer... posso torcer pra qualquer coisa,
mas por você torço mais ainda.
Viver... amigos também nos dão vida.
Fugir... as vezes queremos ficar a sós,
mas não deixando de ser amigos.
Brilhar como estrela... sozinha no céu feito a lua,
ou colorida dentro de uma constelação.
Ajudar a levantar... uma queda sozinho é uma queda;
com sua amizade, é só um tombo.
Abraçar... por que abraçar um amigo,
é ter o seu abraço de volta.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Vinte



Vinte vezes olhei ao céu
sendo que das vinte
vi estrelas de papel

Vinte vezes fui ao monte
e do monte...
apreciei o horizonte vinte vezes.

Vinte vezes chorei
e ao chorar
percebi que vinte lágrimas caíam.

Vinte vezes eu sorri
e de tanto sorrir
vinte vezes eu lembrei.

Que vinte vezes eu tentei
e mesmo se não conseguisse
vinte vezes tentaria.


[Mário Pires]

terça-feira, 18 de maio de 2010

Embebecido de poesia



A poesia não influencia
ao ponto de perder-se.
Sobre o tempo que se inicia
há quem possa esconder-se.

Onde há sonhos, há vagalumes
cheiro de orvalho, flor sem perfume
portas lacradas, muro, tapume
de teu olhar ninguem esta imune.

Mas quiseras viver o momento
de Castro Alves, Quintana ou Drummond
Falar em versos, poemas ao vento
soprar aos ouvidos acordes de Tom.

Saberia distinguir que o bom dessa vida
por mais sofrida que ela seja
se mantém segredos de cabeça erguida
nem que afundes o barco na peleja.

E de tanto "ouvir" o poeta declamar
embalsamado nos ares do nascer do dia
olhei o mar do fim da noite chocalhar
e atirei-me nele embebecido de poesia.

Tropicanamente o sol envolveu o tempo
e entre o céu e o mar não há dor nem tormento
Somente a paz que traz, coisas que ninguem faz
exequindo, perfeitamente, o momento.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Uma Lua, Uma noite!

Sob o sol ela se esconde

Entre olhares distantes

vagando na penumbra noturna

lentamente flutua em plumas.

Numa noite te encontrei

simples, linda e formosa

encantando dragões perdidos

que nao usam espadas e sim rosas.

Provocante e astuta

sua cor elevava o calor da escuridão

relampejava em mim coisas indefinidas

sacudia as batidas do coração.

E quem diria nesta noite adocicada

qual mel tua luz reluzia

tu serás sempre acarinhada

óh luz da noite, minha estrela guia.

[Mário Pires]

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Pétalas de Flor

Pétalas de Flor veio do poema abaixo "Flor de Amor", transformando-se nesta canção. Espero que gostem. Grande Abraço!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Flor de amor



Perdido em meio a escuridão
Fui em busca da luz guia
Em passos lentos a seguia
até ao paraíso chegar

Agora que vejo o sol
e tudo se clareia
descobri que o amor esta na veia
que nem a vida está para viver

Percebi que o amor
vem de toda forma
e aos poucos se torna
lindo, como pétalas de flor, iguais a você.

[Mário Pires]

terça-feira, 13 de abril de 2010

Fazendo Sentido

Já não tenho saco pra tanta bobagem,
se as pessoas não andam num caminho certo.
Se de fato tens coragem:
cai no escuro, cruza o deserto.

Rompe o fogo, muda o destino.
Vai e vem de onde puder.
Viras homem peregrino,
dorme no âmago de uma linda mulher.


E se o medo vier te perseguir,
ores com fervor para que lhe atenda.
Não exijas o que não pode vir,
vivas com o que tens de oferenda.


[Mário Pires]