terça-feira, 13 de abril de 2010

Fazendo Sentido

Já não tenho saco pra tanta bobagem,
se as pessoas não andam num caminho certo.
Se de fato tens coragem:
cai no escuro, cruza o deserto.

Rompe o fogo, muda o destino.
Vai e vem de onde puder.
Viras homem peregrino,
dorme no âmago de uma linda mulher.


E se o medo vier te perseguir,
ores com fervor para que lhe atenda.
Não exijas o que não pode vir,
vivas com o que tens de oferenda.


[Mário Pires]

Um comentário:

Jaquelyne A. Costa disse...

Tem muita gente precisando ler esse teu poema!!!

Forte, dá pra acordar quem se faz de vítima pra tudo nessa vida!

Beijos