quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009



Oh sonho meu...
que exala teu cheiro,
que perfuma meu espaço
e me faz ir além.
Oh Sonho meu...
me faz uma canção,
te faz de meu guia
me recobre de amor.
Oh Sonho meu...
em teus caminhos quero estar,
aprender a sorrir e voar,
perdido no entardecer do sol.
Oh Sonho meu...
deixas de ser meu sonho,
e leva-me onde quiseres
e se assim preferes,
entregar-me-ei aos teus remansos.

[Mário Pires]

13 comentários:

Patrícia Pergentino disse...

Dindo,
Vc é único!!!
Vou apagar do orkut mas vou guardar na minha pasta de preferidas.
Bjs

Lusilêna Pires disse...

Inspirado heim!!!!!!Muito bom....vc é um poeta....senti mais poesia,mais alegria e desenvoltura...Sorria....Jesus te ama....

Mônica - Salvador disse...

Oh sonho meu... como são lindas suas palavras... Parabéns!
Beijos

Raimundinho do Acordeon disse...

gostei... e tem um tempeirinho pronto pra ela!!

Fernanda Maia disse...

ficou bonito, parabéns meu amigo!

Marclene Modesto disse...

Amigo...que poema lindo ... adorei... Parabéns!!!
Tenha um FDS feliz, de PAZ e LUZ!!!
Bjs...

Lúcia disse...

Gostei meu caro amigo do seu novo poema, é muito delicado e bonito, continue escrevendo mais quero mesmo é ver o lançamento do seu livro de poesia rsrs, com fé em Deus, beijos

Nilda Rodrigues disse...

Belo. Bravo, bravíssimo...esse é Mário Pires!! Bjs.

Diana disse...

A cada poesia que se segue, a cada palavra tua, a cada frase que emana de ti...é mais uma emoção, é mais uma surpresa pra mim...
E me pergunto: O que faz uma pessoa ser tão bonita assim?
O que faz uma pessoa ser a própria poesia?

Que alegria ser tua amiga e receber esses presentes...
Beijoooossss...

Josélia Maria disse...

O sonho meu é vê o brilho dos meus amigos contagiando a nação brasilis , mostrando o quanto são inteligentes e criativos..... Beijos

Érika disse...

Marinho que lindo, adorei o poema, parabéns, vc é especial!!!!! Bjssss

Danda disse...

Lindo poema...amei...
Bom FDS

Cazuza disse...

De onde vem isso?
Continua sempre me surpreendendo com seu jeito, só seu, de escrever.
O que seria do homem se não pudesse expressar o que senti, o que lhe aflinge, lhe deixa no ar...
E você faz isso muito bem...
Obrigado por me dar oportunidades de ver e sentir (quando leio suas linhas tão inversas) tamanha vontade de viver, amar e ser livre!

Como já dizia o poeta...: Nossos sentimentos, quando no papel, saõ limitados, mas quando os escrevemos dentro de nós mesmos, são infinitos!!!!

Valeu!!!!!

Zuza;